Cartão Vermelho: as conversas secretas de Luís Filipe Vieira

Cartão Vermelho: as conversas secretas de Luís Filipe Vieira
Carlos Rodrigues Lima 06 de janeiro

Subornos a diretores do Novo Banco, fraude fiscal nas transferências, venda de apartamentos de luxo a empresários e como o ex-presidente do Benfica escondeu património entre a família. Novos dados do processo, a que a SÁBADO teve acesso, revelam que o MP quer ainda investigar os negócios de 55 jogadores.

Surreal.” Foi este o adjetivo escolhido pelo inspetor tributário Paulo Silva para descrever um negócio entre Luís Filipe Vieira e José António Santos, o Rei dos Frangos, acompanhado a par e passo nas escutas telefónicas da Operação Cartão Vermelho, a que a SÁBADO teve acesso.

O dito surrealismo identificado pelo investigador não dizia respeito ao negócio em si, mas ao facto de a parte vendedora, o Novo Banco, estar a negociar um pacote de imóveis com um dos seus principais devedores.

Luís Filipe Vieira, José António Santos, o Rei dos Frangos, o empresário Bruno Macedo e Tiago Vieira, filho do ex-presidente do Benfica, foram detidos em julho do ano passado por suspeitas, entre outros crimes, de burla qualificada, abuso de confiança e branqueamento de capitais.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais