Carlos Rodrigues Lima
Carlos Rodrigues Lima Grande Repórter


Isto começou no final dos anos 90, com as primeiras reportagens de jogos do campeonato distrital da Associação de Futebol de Viana do Castelo, para os jornais "Alto Minho" e "Correio do Minho" e rádio "Ondas do Lima". Universidade Fernando Pessoa, Escola Superior de Educação de Coimbra e Universidade do Minho foram as três escalas feitas até entrar no mercado de trabalho, onde trabalhei no Portugal Diário, Diário de Notícias e Expresso. O desafio agora chama-se SÁBADO, que continua a sair à quinta e todos os dias na Internet.

A SÁBADO é todos os dias: há sempre uma candeia
02 de marçoCarlos Rodrigues Lima

A SÁBADO é todos os dias: há sempre uma candeia

Depois de bens e ativos congelados, alguns oligarcas russos estão já a manifestar-se publicamente contra a guerra. No teatro de operações, o governo ucraniano está a ensinar a população a destruir os tanques do inimigo. Tudo isto na SÁBADO de hoje que continua a acompanhar ao minuto a guerra na Ucrânia

Um governo que não atrapalhe

O que Portugal precisa para os próximos anos é de ministros que estejam quietos e não caiam na tentação de aparecer e de apresentar obra. Este é o tempo de deixar a sociedade civil crescer e emancipar-se em relação à omnipresença do Estado.

Lesados do BES vão custar mais 300 milhões
19 de fevereiroCarlos Rodrigues Lima

Lesados do BES vão custar mais 300 milhões

O fundo dos lesados avançou com ações cíveis, procurando recuperar milhões de euros, mas a probabilidade de sucesso é muito reduzida. Advogado vai questionar constitucionalidade da lei que deu benefícios ao fundo.

Empresa de Bruno Paixão facturou 194 mil euros entre 2015 e 2018
18 de fevereiroCarlos Rodrigues Lima

Empresa de Bruno Paixão facturou 194 mil euros entre 2015 e 2018

Contas da sociedade “Átomos Célebres Unipessoal” mostram a evolução das receitas. Empresário José Santos Bernardes tinha três empresas a facturar ao Benfica. Ministério Público concentra atenções na "Questão Flexível".

Crimes de Ricardo Salgado começam a prescrever
17 de fevereiroCarlos Rodrigues Lima

Crimes de Ricardo Salgado começam a prescrever

Ministério Público admite que 15 dos 65 crimes imputados ao antigo banqueiro estão a prescrever. Juiz Ivo Rosa diz que fase de instrução não é um "faz de conta". SÁBADO teve acesso aos bastidores do Tribunal.

Ver mais
A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana