Banco de Portugal pressionado a avaliar idoneidade de CEO do Novo Banco após notícia da SÁBADO

Banco de Portugal pressionado a avaliar idoneidade de CEO do Novo Banco após notícia da SÁBADO
Leonor Riso 08 de janeiro

O CEO do Novo Banco confirmou a reunião com Luís Filipe Vieira antes da audição do ex-presidente do Benfica na Comissão Parlamentar de Inquérito, mas nega concertação.

Esta quinta-feira, a SÁBADO revelou que António Ramalho, o CEO do Novo Banco, se reuniu com Luís Filipe Vieira com vista a prepará-lo para a audição na Comissão Parlamentar de Inquérito ao Novo Banco - instituição de que o ex-presidente do Benfica é considerado um grande devedor. A SÁBADO teve acesso a novos elementos do processo Cartão Vermelho


António Ramalho confirmou ter-se reunido com o ex-presidente do Benfica, mas disse não ter havido "da parte do Novo Banco, nenhuma concertação nem nenhuma preparação do senhor Luís Filipe Vieira para efeitos da comissão de inquérito". O CEO do Novo Banco foi questionado sobre se se sentia idóneo para continuar à frente do Novo Banco, e respondeu que a idoneidade "é revista permanentemente".

"Eu espero que a minha também seja revista em permanência. Ainda agora, recentemente, foi-me revista", afirmou, indicando ainda ter escrito uma carta com a sua versão dos factos ao departamento de compliance do Novo Banco.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais