Second Home: a incubadora mais cool a caminho de Lisboa

Second Home: a incubadora mais cool a caminho de Lisboa
Ana Taborda 13 de abril de 2016

Rohan Silva, guru do movimento startup e co-fundador da Second Home, escreve em exclusivo para a SÁBADO

"Em 2010, quando era conselheiro sénior do primeiro-ministro britânico David Cameron, lancei uma nova iniciativa governamental no Reino Unido, denominada Tech City, que foi projectada para apoiar o crescimento do cluster tecnológico que então emergia no leste de Londres. As empresas digitais na zona não ultrapassavam então as 200, números aproximados, e quase nenhuma era internacional, mas eu estava convencido de que havia um grande potencial para algo de espantoso acontecer.

Felizmente tinha razão. Cinco anos após a criação da Tech City, há mais de 10 mil empresas digitais no leste de Londres, e fomos capazes de cativar organizações como a Google, Amazon, Intel e Aibnb, que fizeram investimentos avultados na comunidade. A Tech City é actualmente o cluster tecnológico de mais rápido crescimento no mundo e o maior ecossistema digital na Europa, tendo criado mais de 50 mil postos de trabalho directos.

Hoje, em Lisboa, experimento precisamente o mesmo sentimento de entusiamo e potencial. À imagem do leste de Londres em 2010, a economia empresarial é ainda relativamente pequena, mas se o seu crescimento receber o estímulo e a orientação adequados, não tenho dúvidas de que a capital portuguesa pode tornar-se um dos centros mais importantes do mundo em matéria de criatividade e tecnologia.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais