PSD: Listas de sete concelhos em risco de voltar para trás

PSD: Listas de sete concelhos em risco de voltar para trás
Margarida Davim 28 de junho de 2021

Nova dor de cabeça para Rio? Conselho de Jurisdição Nacional do PSD analisa esta quarta-feira queixas relativas ao processo autárquico em sete concelhos. Em causa estão situações semelhantes às que em 2017 fizeram voltar para trás as listas em Viana do Castelo.

São sete as situações que o Conselho de Jurisdição Nacional (CJN) do PSD terá em cima da mesa esta quarta-feira para analisar. Em causa estão os processos autárquicos no Porto, Barcelos, Castelo Branco, Aveiro, Lourinhã, Vila Nova de Paiva e Guarda. Os casos têm diferenças entre si, mas em todos há queixas sobre a forma como a escolha dos candidatos foi feita. E aí há semelhanças com uma situação que já foi alvo de decisão da Jurisdição em 2017.

A questão essencial, comum a todos, será a de saber quem tem competências para indicar os candidatos autárquicos do PSD. Nos estatutos, está disposto o que já se tornou num mantra para muitos dirigentes das estruturas locais. "A concelhia indica, a distrital aprova, a nacional homologa", repete quem se sente atropelado pelas distritais ou pela nacional.

Os casos que os conselheiros terão para discutir na reunião desta quarta-feira têm nuances, mas – ao que a SÁBADO apurou –deverão dar lugar a um "parecer chapéu" que pretende balizar o entendimento deste órgão no que toca à escolha de candidatos autárquicos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais