Trump cancela viagem à Dinamarca porque não lhe querem vender a Gronelândia

C.A.C. 21 de agosto de 2019

Mette Frederiksen avisou que não está disponível para debater uma possível venda da maior ilha do mundo, território dinamarquês, aos EUA. Em jeito de "birra", o presidente norte-americano decidiu adiar visita oficial.

O presidente dos EUA, Donald Trump, cancelou a sua visita oficial à Dinamarca prevista 2 e 3 de Setembro. A decisão foi anunciada pelo próprio presidente norte-americano no seu canal favorito, o Twitter, e o motivo não podia ser mais claro: a primeira-ministra, Mette Frederiksen, já avisou que não está disponível para debater uma possível venda da Gronelândia, território dinamarquês, aos EUA. 

"A Dinamarca é um país muito especial, com pessoas incríveis, mas, com base nos comentários da primeira-ministra Mette Frederiksen, de que não teria interesse em discutir a compra da Groenlândia, vou adiar para outra altura a reunião prevista para daqui a duas semanas. Ao ser tão direta, a primeira-ministra permitiu economizar uma grande quantidade de dinheiro e esforço aos EUA e à Dinamarca. Agradeço-lhe por isso e espero poder marcar o encontro para outra altura", escreveu o chefe da Casa Branca, que tinha sido convidado para esta visita de estado pela rainha Margarida II.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais