Maria Henrique Espada
Maria Henrique Espada

Trabalhei na Visão, na Focus e no Diário de Notícias. Calhou começar na política (em 10, mais ninguém se ofereceu), mas continuar foi responsabilidade minha. Cheguei à SÁBADO em 2006. Quando era estagiária, o meu primeiro diretor, Cáceres Monteiro, corrigiu-me uma asneira dizendo "olha, pá, estamos sempre a aprender". Sempre. 

 

A temível (mas encantadora) Gallasch-nikov
17 de abrilMaria Henrique Espada

A temível (mas encantadora) Gallasch-nikov

Já declamou 'E Depois do Adeus' e imitou um relato de futebol na Assembleia Municipal de Lisboa. É tudo menos cinzenta e a incrível história da família não termina no vídeo da polémica com Francisco Louçã. Quem é afinal Aline de Beuvink, com quem o conselheiro de Estado tentou gozar?

O político que disse 'eu demito-me': Jorge Coelho (1954-2021)
07 de abrilMaria Henrique Espada

O político que disse "eu demito-me": Jorge Coelho (1954-2021)

Coelhone, bombeiro, todo-o-terreno, todo-poderoso, king-maker, o Jorge: acumulou alcunhas, poder, mas cultivou sempre a proximidade de homem do povo. Em todas as conversas dizia "o meu caro amigo". Fez de tudo: manobras de bastidores e discursos inflamados. Mas numa noite de março de 2001 demitiu-se e esse gesto definiu-lhe a carreira. Morreu esta quarta-feira.

Nomeações na Santa Casa: A grande e santa família
01 de abrilMaria Henrique Espada

Nomeações na Santa Casa: A grande e santa família

O mais radical dos familygates. O irmão e o (ex-) marido da líder parlamentar do PS contratados, a filha do amigo do primeiro-ministro promovida, a namorada do provedor (e o irmão e a ex-nora desta) na casa, a filha de um ex-Presidente da República assessora, e agora a mulher de um secretário de Estado em funções nomeada administradora, há apenas um mês e meio: bem-vindos à Misericórdia de Lisboa.

Uma câmara, um casal: juntos na vida e na política
27 de marçoMaria Henrique Espada

Uma câmara, um casal: juntos na vida e na política

Márcio Dinarte é presidente do município de Santana, Élia, a companheira, sua vice-presidente. Depois das eleições, ele promete que muda a situação - mas na verdade vão os dois na lista e vão continuar a coabitar no poder.

O homem que comprou a Groundforce sem dinheiro
18 de marçoBruno Faria Lopes

O homem que comprou a Groundforce sem dinheiro

Alfredo Casimiro comprou 50,1% da empresa em 2012 sem pôr dinheiro e só em Março de 2018, após a execução de uma garantia bancária, acabou de pagar à TAP. Entretanto já recebera milhões em comissões de gestão, que chegou a levantar em "cash" no banco.

Autónoma fecha os olhos a plágio
14 de marçoMaria Henrique Espada

Autónoma fecha os olhos a plágio

Kassio Marques chegou ao Supremo Tribunal brasileiro em novembro. Problema um: a sua tese de mestrado tem indícios flagrantes de plágio. Problema dois: a UAL sabe, mas faz de conta que o caso não existe.

Onde Costa ficou aquém e além de Marcelo
12 de marçoMaria Henrique Espada

Onde Costa ficou aquém e além de Marcelo

O Presidente queria testagem antes da reabertura de escolas, mas o processo terá outra ordem. Queria rastreamento, e tê-lo-á. Queria vacinação pensada para o regresso às aulas, mas a acontecer, será já com estas a funcionar. Queria rigor pascal, e esse fica pela metade.

Tomada de posse: Alerta, alerta, então há por aí risco de pântano?
09 de marçoMaria Henrique Espada

Tomada de posse: Alerta, alerta, então há por aí risco de pântano?

Marcelo Rebelo de Sousa quer "estabilidade sem pântano". Não se vendam, portanto. Quem? O Presidente fez um “exame” ao governo (deu má nota, mas não chumbou o aluno) e apresentou-lhe trabalhos de casa novos. Mas quer, sobretudo “alternativa clara” - parece portanto que Rui Rio ainda não a deve ter construído. E diz que à segunda vai ser "mais difícil", mas "o mesmo". Claro, nem sempre foi - e não apenas neste ponto.

Os conselhos grátis para o segundo mandato de Marcelo
09 de marçoMaria Henrique Espada

Os conselhos grátis para o segundo mandato de Marcelo

Marcelo Rebelo de Sousa toma posse, esta terça-feira. E devia manter as escolas fechadas (“um ano não conta”, assegura-lhe a mãe de António Costa), dar Ferraris, instalar-se uns valentes meses no interior, estimular o microcrédito, mudar a capital para Santarém e arrendar o palácio para turismo. Pedimos à sociedade civil que desse ideias para levar e usar em Belém.

A arquiteta que ficou cercada por brasões
01 de marçoMaria Henrique Espada

A arquiteta que ficou cercada por brasões

Cristina Castel Branco assina o projeto (sem brasões) de requalificação da Praça do Império, mas é deputada municipal do CDS (pelos brasões). O marido (José Miguel Júdice) comenta tudo, mas nunca os brasões. Mas ela tem uma solução: sem verde e em calçada. E... com brasões.

5
Os boys que o PS colocou na máquina da Segurança Social
15 de fevereiroMaria Henrique Espada

Os boys que o PS colocou na máquina da Segurança Social

O Governo varreu, sem exceção, todos os diretores distritais que encontrou em funções. Trocou-os, a bem ou a mal, por próximos do PS. Só uma coisa ainda não mudou aqui: não se abdica do domínio do aparelho. Retrato à lupa da vassourada.

A máquina de repressão que Putin construiu
06 de fevereiroMaria Henrique Espada

A máquina de repressão que Putin construiu

O presidente russo foi montando as peças que lhe permitem hoje controlar, vigiar, prender, exilar ou ilegalizar o que quer e quem quer. Da polícia às leis, o aparelho de opressão tornou-se mais pesado nos últimos anos, e sobretudo meses. Até às eleições de setembro, "a repressão vai piorar", acredita José Milhazes.

Presidenciais 2021: Os 500 mil (des)venturados
25 de janeiroMaria Henrique Espada

Presidenciais 2021: Os 500 mil (des)venturados

Era previsível e aconteceu: o líder do Chega ficou acima dos 10% com quase meio milhão de votos. O CDS não percebeu o que lhe aconteceu, o PSD aponta às perdas... do PCP. A direita não sabe o que fazer com André Ventura nem consigo própria; a esquerda, já era tempo de começar a perceber como não o ajudar. Ainda não foi desta.

Ver mais
A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)