Lucas Veríssimo esteve na lista de passageiros de voo com 500 quilos de droga

Lucas Veríssimo esteve na lista de passageiros de voo com 500 quilos de droga
Diogo Barreto 19 de fevereiro
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas

Segundo o manifesto de voo, a mais recente contratação do Benfica integrava a comitiva que deveria sair do Brasil com destino a Portugal. O clube, porém, diz que foi apenas uma "medida preventiva".

Lucas Veríssimo, a mais recente contratação do Benfica, é um dos nomes que consta do manifesto de vôo do avião que deveria ter partido a 7 de fevereiro do Brasil com destino a Portugal, mas a descoberta de 500 quilos de cocaína no porão travou a viagem. Segundo o documento a que a SÁBADO teve acesso, Lucas Veríssimo estava integrado na lista de passageiros, juntamente com João Loureiro, os empresários Hugo Cajuda e Bruno Cavralho Santos, entre outros.

Lusa
O avião foi intercetado pelas autoridades brasileiras em Salvador, no Brasil, e no manifesto do voo privado a que a SÁBADO teve acesso, revela-se que o jogador do Benfica também esteve para estar no voo.

O manifesto revela que a bordo do avião estavam marcados para vir Mansur Mohamed Heredia, João Loureiro, Bruno Carvalho dos Santos, Hugo Cajuda de Sousa, Paulo Saturnino Cunha, Bruno Macedo e Lucas Veríssimo da Silva. No entanto, fonte do clube revelou ao Correio da Manhã que a decisão foi optar por que o jogador regressasse noutro voo. 

Segundo o Benfica, a solução de o jogador seguir naquele voo foi sugerida pelo empresário Bruno Macedo, mas acabou por alterar-se a decisão."Mal reabriram os voos regulares, o Benfica optou que o jogador viesse via França, como aconteceu", assegura o clube.

Quem são as pessoas que estão no manifesto
O nome mais sonante dos passageiros é João Loureiro, o filho de Valentim Loureiro e ex-presidente da Liga e do Boavista.

Bruno Macedo, o empresário que, segundo o Benfica, sugeriu que Lucas Veríssimo fosse do Brasil para Lisboa naquele voo, está a ser investigado pelas autoridades nacionais. O empresário foi alvo de buscas pela Autoridade Tributária por causa de uma comissão no negócio Talisca. São 400 mil euros que terão acabado nas contas do Sporting de Braga. O Sporting de Braga afirmou não ter "absolutamente nenhuma relação (direta ou indireta) com a transferência do jogador Talisca, do Bahia para o Benfica, em 2014".


Bruno Macedo foi também próximo de Jorge Jesus. Foi pela sua mão que o treinador voou para o Brasil, Bruno Macedo representava depois o Flamengo no regresso aos encarnados. Jorge Jesus era na altura representado por uma advogada brasileira.

No manifesto estão também o nome de Bruno dos Santos, empresário, e Mansur Mohamed Heredia, um cidadão espanhol que está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

No voo vinham ainda Hugo Cajuda ex-jogador e filho do treinador Manuel Cajuda.

Recorde-se que o Governo Português, em comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros, rejeitou o pedido de autorização para viajar para Portugal deste avião, ao contrário de informação das autoridades brasileiras.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais