José Pacheco Pereira
José Pacheco Pereira Professor
14.10.2021

A palavra de Cavaco Silva

O Chega é indiferente a que lhe caiam em cima as acusações que fazem a todo o mundo, porque o que eles querem é deitar gasolina no populismo e depois se verá. Se há coisa a que o Chega é indiferente é à corrupção.

07.10.2021

20 perguntas simples

A vitória de Lisboa tem um aspecto unipessoal que o favorece. Carlos Moedas é há muito o candidato que Marcelo Rebelo de Sousa favorece para a liderança do PSD.

23.09.2021

A maldição da Figueira

Quais são os piores cartazes? Quase todos, piores graficamente, sem imaginação e sem conteúdo, e alguns piores politicamente como os dessa gigante da presunção que é a candidata do PSD da Amadora.

16.09.2021

Um bom homem

Há duas pessoas que combati politicamente com dureza e que me mereceram o maior respeito pelas suas genuínas qualidades de uma virtude em extinção, a honra: Ramalho Eanes e Jorge Sampaio.

09.09.2021

O caso de Paulo Rangel

Para muitos opositores de Rui Rio, com o plano de capturar o PSD para a frente de direita radical que pretendem formar, Paulo Rangel é um candidato de transição. Não é ele que pretendem à frente do partido, mas outro ou outros. Como se vai ver.

02.09.2021

Há linhas vermelhas? Cada vez menos

Rui Rio ainda não percebeu os estragos que coisas como o acordo açoriano com o Chega, algumas posições dúbias sobre o Chega e candidaturas como a Amadora fazem ao PSD. Esta é uma linha vermelha que pelo menos um líder do PSD nunca atravessaria. Chamava-se Francisco Sá Carneiro.

26.08.2021

A politização da vacina

O negacionismo é uma atitude política que deve ser tratada politicamente. Ele é um dos traços do actual populismo, que vive da desconfiança com os “poderosos”, incluindo os cientistas e o saber.

19.08.2021

O nosso almirante fez mais contra o negacionismo...

Não tenho reservas nenhumas quanto às qualidades que fazem com que um homem não se fique e vá defrontar as feras. Como Soares fazia. Aqui foi o nosso almirante dos submarinos que usou um torpedo bem dirigido para atingir os negacionistas, a sua coragem.

12.08.2021

Há causas melhores do que andar a pintar monumentos

Acalmemo-nos um pouco, o Padrão dos Descobrimentos não é a mesma coisa do que a Torre de Belém. É um pastiche monumental servindo a iconografia dos descobrimentos, do colonialismo e do império, por esta ordem, sem especial valor artístico. Mas mesmo assim devia ter sido deixado em paz.

05.08.2021

A guerra civil e a história

Em vários momentos da nossa história os portugueses mostraram como a frase salazarista sobre a bondade “dos nossos costumes” é completamente falsa. Estivemos em guerra civil durante anos no início do século XX, tivemos a nossa quota de assassinatos políticos na Monarquia e na República.

A Newsletter SÁBADO É TODOS OS DIAS no seu e-mail
NEWSLETTER EXCLUSIVA PARA ASSINANTES O resumo das notícias pela redação da SÁBADO, sempre ao início da manhã. (Enviada de segunda a sexta)