Leopard 2: Porquê que a Ucrânia quer estes tanques?

As mais lidas

A Alemanha tem tentando redirecionar este pedido para outros tipos de tanques, que tenham mais capacidades defensivas e menos ofensivas, como o US Abrams.

A Ucrânia tem pedido apoio intrenacional para reforçar a sua frota de tanques, nomeadamente com os tanques Leopard 2, produzidos na Alemanha.

REUTERS/Ints Kalnins
Portugal tem 37 destes tanques mas para os enviar para a Ucrânia precisa de uma autorização de reexportação, por parte da Alemanha, que ainda não chegou. Também ainda não está claro quantos tanques vão ser enviados ou sequer se Portugal pretende enviar, caso a autorização chegue.

O que é um Leopard 2?
O Leopard 2 é um tanque de batalha fabricado na Alemanha com um alcance de cerca de 500 km, uma velocidade máxima de 68 quilómetros por hora e um peso de cerca de 60 mil quilos.

Este tipo de tanque entrou em serviço pela primeira vez em 1979, é equipado com uma arma de cano liso de 120 mm e duas metralhadoras. Foi amplamente utilizado pelos militares alemães e atualmente encontra-se ao serviço de mais de uma dúzia das forças armadas europeias e de outros países, como o Canadá.

Os Leopard 2 desempenharam um papel importante nas guerras do Kosovo, Bósnia, Afeganistão e Síria.

Porquê que a Ucrânia quer estes tanques?
A Ucrânia tem referido a existência de uma necessidade urgente de blindagem mais pesada para que as suas tropas se possam defender da invasão russa, uma vez que a disponibilidade de tanques se encontra bastante limitada e que a maior parte dos tanques existentes são ainda da época soviética.

Volodymyr Zelensky tem enfatizado a sua crença de que Moscovo está a preparar uma nova ofensiva para os próximos meses e que para a guerra terminar o mais rápido possível é necessário que a Rússia seja derrotada durante as próximas contraofensivas ucranianas. Estas contraofensivas pretendem recuperar o território que neste momento é ocupado pela Rússia.

Apesar da guerra na Ucrânia ser já mais longa do que a Rússia e muitos analistas militares poderiam prever e a Ucrânia ter conseguido importantes conquistas, como a defesa de Kiev ainda no início da guerra ou a libertação de Kharkiv e Kherson, o país encontra-se bastante limitado pela escassez de tanques disponíveis para apoiar as suas operações.

Assim sendo a ampla disponibilidade de tanques Leopards nos seus aliados, inclusive na vizinha Polónia, tornam esta uma boa opção.

As forças armadas ucranianas sugerem que são necessários 300 tanques, no entanto vários analistas ocidentais têm considerado que 100 seriam suficientes para mudar o rumo da guerra.

O que falta para que estes tanques sejam disponibilizados?
Todos os tanques Leopard 2 são produzidos na Alemanha e fornecidos aos outros países através de licenças de exportação, o que faz com que a Alemanha tenha o poder de vetar a reexportação.

Apesar desse impedimento a Polónia já afirmou a sua vontade de disponibilizar os tanques à vizinha Ucrânia e, na quinta-feira, sugeriu até que pode vir a ignorar as decisões alemãs e exportar os seus tanques na mesma.

Apesar da Alemanha ter disponibilizado por diversas vezes auxílio à Ucrânia, seja através de apoios humanitários, financeiros ou de equipamentos, encontra-se também numa luta para manter o antimilitarismo que se tenta afirmar desde o fim da II Guerra Mundial.

A Alemanha tem tentando redirecionar este pedido para outros tipos de tanques, que tenham mais capacidades defensivas e menos ofensivas, como o US Abrams. No entanto alguns especialistas referem que estes podem não ser tão adequados devido ao seu alto consumo de combustível.

Quais são os fatores contra o fornecimento dos tanques?
Alguns analistas acreditam que a inclusão dos Leopard 2 no campo de batalha pode levar a uma escalada no conflito e a um aumento do envolvimento dos países da NATO na guerra.

A Ucrânia tem afirmado que apenas pretende utilizar estes tanques dentro das fronteiras que lhe são reconhecidas internacionalmente.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais