OMS aprova vacina da Sinovac, a segunda produzida na China

OMS aprova vacina da Sinovac, a segunda produzida na China
Leonor Riso 01 de junho
As mais lidas

A vacina da Sinovac é recomendada em adultos com mais de 18 anos, com uma segunda dose dada entre duas e quatro semanas depois.


A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou a aprovação da vacina contra a covid-19 produzida pela Sinovac Biotech, para uso de emergência. É a segunda vacina criada na China e aprovada pela OMS. 

REUTERS/Dado Ruvic
Esta decisão faz com que a vacina seja incluída no COVAX, o programa global que pretende a entrega de vacinas em países pobres, que enfrentam problemas de recepção de doses devido a uma suspensão nas exportações da Índia. 

A vacina da Sinovac é recomendada em adultos com mais de 18 anos, com uma segunda dose dada entre duas e quatro semanas depois. Não existe um limite máximo de idade, pois os dados disponíveis sugerem que é provável que tenha um efeito protetor em pessoas mais velhas. 

A OMS tomou a decisão depois de ter revisto os últimos dados clínicos relativos à segurança e eficácia da vacina da Sinovac, bem como às práticas produtivas da empresa. 

A vacina também foi chamada de CoronaVac em algumas regiões. A 7 de abril, a OMS aprovou a primeira vacina criada na China, da Sinopharm. 

A OMS também já recebeu dados para tomar uma decisão acerca da CanSino Biologics, mas ainda não agendou a decisão. 

Os resultados sobre a eficácia da vacina da Sinovac revelaram que a mesma preveniu sintomas da covid-19 em 51% dos vacinados e hospitalização e sintomas graves em 100% da população estudada. 
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais