Um alerta global

Já não é apenas um grito local de sindicatos ou avisos de uma Ordem Profissional. O alerta agora é global e surge da própria Organização Mundial da Saúde (OMS). São precisos mais 6 milhões de enfermeiros e é urgente travar a fuga destes profissionais para os países mais ricos.

ONU pede leis para combater 'epidemia' de mortes por excesso de trabalho
17 de maioLusa

ONU pede leis para combater "epidemia" de mortes por excesso de trabalho

"Trabalhar mais de 55 horas por semana é um grave risco laboral, e é tempo de os Governos, empregadores e empregados estarem conscientes de que pode levar à morte prematura", avisou a diretora do departamento de Saúde Pública, Ambiente e Determinantes Sociais da OMS, Maria Neira.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)