Lady Gaga: "A pessoa que me violou abandonou-me grávida numa esquina"

Lady Gaga: 'A pessoa que me violou abandonou-me grávida numa esquina'
Leonor Riso 21 de maio
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 9 a 15 de junho
As mais lidas

A cantora é uma das entrevistadas num programa sobre saúde mental produzido por Oprah Winfrey e pelo príncipe Harry, que será transmitido na plataforma Apple+.

Lady Gaga revelou ter sido violada por um produtor musical e abandonada por ele numa esquina, grávida. A cantora, cujo nome verdadeiro é Stefani Germanotta, foi uma das entrevistadas no programa sobre saúde mental produzido por Oprah Winfrey e pelo príncipe Harry, cujo trailer foi divulgado esta sexta-feira. 

Getty Images
No programa The Me You Can't See (que quer dizer "o eu que não consegues ver", em tradução livre), Lady Gaga relata ter sido agredida sexualmente aos 19 anos. Em 2014, a cantora já tinha denunciado a violação. "Eu tinha 19 anos, e trabalhava no negócio da música, e um produtor disse-me 'tira a roupa'. E eu disse não. Fui-me embora, e disseram que iam apagar toda a minha música. E não pararam. Não pararam de me perguntar, e eu congelei e - nem me lembro", conta agora. 

A carregar o vídeo ...

Anos mais tarde, a cantora passou por um surto psicótico, que se pode manifestar por delírios, alucinações e alterações de comportamento. "Primeiro foi muito doloroso, depois fiquei dormente, e depois fiquei doente durante semanas. Percebi que era a mesma dor que tinha sentido quando a pessoa que me violou me abandonou grávida numa esquina ao pé da casa dos meus pais, porque estava a vomitar e doente. Porque tinha sido abusada, e estive trancada num estúdio durante meses", recorda Lady Gaga. 

A cantora não identificou o violador: "Não quero voltar a enfrentar essa pessoa", explica. 

A primeira vez que referiu a violação foi em 2014, em entrevista ao radialista Howard Stern. Um ano depois, explicou como não conseguiu dizê-lo a ninguém depois do crime. "Não contei a ninguém durante sete anos, penso. Não sabia como o aceitar. Não sabia como não me culpar ou pensar que era culpa minha. Mudou quem eu era completamente. Mudou o meu corpo, mudou os meus pensamentos", afirmou.

A cantora passou por uma interrupção da gravidez devido à violação e sofreu de stress pós-traumático. O crime terá acontecido dois anos antes de lançar o seu primeiro disco, The Fame, em 2008.

O programa The Me You Can't See pode ser visto na plataforma Apple+.
Artigos Relacionados