Terrorista do Estado Islâmico “a caminho” de Portugal

Terrorista do Estado Islâmico “a caminho” de Portugal
Nuno Tiago Pinto 22 de maio

O MNE foi notificado pelo Governo iraquiano de que Nero Saraiva foi preso ao abrigo de um mandado de detenção internacional. Objetivo é a extradição.

Nas últimas semanas o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) foi notificado pelas autoridades iraquianas de que Nero Saraiva foi preso ao abrigo de um Mandado de Detenção Internacional emitido em 2014 pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP). Esse é o primeiro passo de um processo que culminará na extradição do mais perigoso jihadista português do grupo Estado Islâmico para Portugal, onde o aguarda um julgamento pelos crimes de adesão, financiamento e recrutamento para uma organização terrorista.

A confirmação de que Nero Saraiva foi detido ao abrigo do mandado emitido pelo Ministério Público foi dada à SÁBADO pelo gabinete de Augusto Santos Silva. "O Ministério dos Negócios Estrangeiros foi notificado da detenção pelas autoridades iraquianas do cidadão português, Nero Saraiva, em cumprimento de um Mandado Internacional de Detenção", esclareceu fonte oficial do MNE em resposta a um conjunto de questões relacionadas com a situação do jihadista.

Na mesma resposta, o gabinete do ministro acrescenta: "O repatriamento de cidadãos constitui uma complexa e sensível matéria de segurança nacional e europeia, que requer uma análise ponderada, com a articulação de vários serviços do Estado português e atendendo ao cumprimento das obrigações internacionais que vinculam Portugal, designadamente no quadro europeu."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais