Maioria esmagadora chumba Centeno para Banco de Portugal

Maioria esmagadora chumba Centeno para Banco de Portugal
Margarida Davim 08 de julho de 2020

O parecer do Parlamento não é vinculativo, mas na audição para o lugar de governador de Portugal Mário Centeno teve de ouvir todas as críticas de PSD, BE, PCP, CDS, PAN, Chega e IL.


PSD, BE, PCP, CDS, PAN, Chega e IL todos contra Mário Centeno como governador do Banco de Portugal. A audição no Parlamento é obrigatória para formalizar a nomeação, mas não vinculativa. Caso contrário, Centeno tinha chumbo garantido.

"Entendemos que não preenche as condições para exercer com independência e credibilidade as funções de governador", atacou Duarte Pacheco logo no início da audição, numa intervenção particularmente dura.

Mariana Mortágua apontou as "razões políticas" do Bloco de Esquerda, recordando as decisões de Centeno enquanto ministro como as verdadeiras razões para o partido estar contra a nomeação para um cargo que a deputada descreveu como "um trono dourado numa torre de marfim".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais