Casal gold detido. A vida pacata, a prisão e um pedido de extradição

Casal gold detido. A vida pacata, a prisão e um pedido de extradição
André Rito 23 de março de 2018

Eram procurados na China por se terem apropriado de 16 milhões de euros. Vieram para Portugal, compraram casas de luxo, tinham visto gold e até constituíram família.

A casa é digna de uma embaixada: situada em Carcavelos, com três pisos, tem vista privilegiada sobre o Tejo e uma piscina que rivaliza com os melhores hotéis da capital. Era aqui que um casal chinês vivia de forma insuspeita desde 2014, após ter comprado e recuperado o imóvel, avaliado acima dos 2 milhões de euros. Há duas semanas, enquanto arranjava os holofotes do exterior com alguns compatriotas, o homem, de 47 anos, foi surpreendido pela polícia. Negou ser a pessoa procurada, disse que não compreendia português, mas os inspectores ao serviço da Interpol correram para o Mercedes topo de gama, estacionado na garagem: a carta de condução coincidia com o nome no mandado de detenção internacional.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais