"Vicky" nasceu de uma violação e agora quer condenar o pai

'Vicky' nasceu de uma violação e agora quer condenar o pai
Mariana Branco 06 de agosto de 2019

Uma mulher que alega ser fruto de uma violação a uma menor na década de 70 quer processar o seu pai biológico. Espera usar o seu ADN para condenar o homem que com 35 anos violou uma criança de 13.

Uma mulher que alega ser fruto de uma violação a uma menor na década de 70 quer ver o seu pai biológico condenado. Considera-se uma "prova do crime andante" e espera usar o seu ADN para condenar o homem que com 35 anos violou uma criança de 13, escreve o The Guardian.

Vicky (nome fictício) foi adotada aos sete meses em Birmingham, no Reino Unido. Quando recebeu os papéis de adoção, aos 18 anos, descobriu quem eram os seus pais biológicos: a mãe, de 13 anos na altura, e o pai, um homem de 35 anos, "amigo da família".

"Sempre pensei que era tão errado que o meu pai biológico nunca tenha sido processado", disse em entrevista ao programa da jornalista Victoria Derbyshire da BBC. "Foi aí que pensei: eu tenho provas de ADN, porque eu sou uma prova de ADN. Sou uma prova do crime andante".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais