Sousa Tavares: A história de uma família rebelde

Uma aristocrata que faz poesia casa-se com um advogado antifascista. Têm cinco filhos que herdam os seus talentos. Na terceira geração, há dois netos que escrevem como os avós, e outro que dirige uma orquestra. Os Sousa Tavares nunca foram convencionais e tornaram-se numa das famílias mais mediáticas do País.

Miguel Sousa Tavares sempre admitiu a importância dos filhos na sua vida. "Durante muitos anos, todos os meus fins de semana e dias de férias eram para os meus filhos. Todos, sem exceção. Não fiz mais do que a minha obrigação. Como fui pai muito novo, os meus filhos eram quase como amigos", disse, em vésperas do Natal de 2020, num programa de televisão. Agora, quase a fazer 71 anos, e já avô de cinco netos, a realidade é um pouco diferente: tem dois filhos a viver fora do país. Pedro, o mais velho, é assessor da eurodeputada Graça Carvalho, no Parlamento Europeu, em Bruxelas; Rita é adida cultural na embaixada portuguesa em Toronto, no Canadá. Só Martim, o mais novo, que é maestro e que se estreou recentemente como jurado do programa de talentos Ídolos, na SIC, está em Portugal.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais