“Em Auschwitz, violavam as mulheres. Mas é um tema tabu”

“Em Auschwitz, violavam as mulheres. Mas é um tema tabu”
Vanda Marques 16 de fevereiro de 2020

Heather Morris, autora bestseller com 4 milhões de cópias vendidas de O Tatuador de Auschwitz, traz outro romance de sobrevivência sobre Cilka.


Com 18 anos, Cilka pensava que a sua vida ia melhorar. Os nazis tinham sido derrotados e os prisioneiros do campo de Auschwitz libertados. Mas a jovem judia era vista como traidora – falava alemão e foi violada por um dos comandantes das SS. Os soviéticos condenaram-na a trabalhos forçados num gulag na Sibéria.
A escritora australiana, Heather Morris, conta a história verídica de Cilka Klein. Um exemplo de resiliência, porque conseguiu sobreviver ao terror soviético. A autora falou com amigos, vizinhos, investigou o percurso desta mulher e conta tudo em A Coragem de Cilka, Editorial Presença, lançado dia 19.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais