Ao telefone com Diogo Amaral: “Não suporto debates de futebol”

Ao telefone com Diogo Amaral: “Não suporto debates de futebol”
Sónia Bento 09 de outubro

Confessa que já foi um adepto do Benfica mais fervoroso, mas adora ir ao estádio. Quase a completar 40 anos, vai entrar na próxima novela da SIC, e conta que ainda hoje não há dia em que não lhe falem do Frederico de Floribella.

Enquanto não volta aos estúdios da próxima novela da SIC e da segunda temporada de Pôr do Sol – a série da RTP que foi um êxito inesperado –, Diogo Amaral tem aproveitado para fazer o que mais gosta: estar com os filhos, Mateus, de 7 anos, e Oliver, de 2. Leva-os e vai buscá-los à escola, dá-lhes banho e prepara-lhes as refeições. Garante que dá conta de tudo e ainda constroem naves espaciais em Lego. Quase a completar 40 anos, a 26 de novembro, o ator tem já 20 de carreira nas novelas e no cinema. Tudo começou quando passou no casting para Sonhos Traídos, na TVI, enquanto estudava Direito e depois de ter desistido de Arquitetura.

Quinta, 30
16h26

Olá, Diogo! Onde o apanhei?
Estou a ir buscar o Mateus, o meu filho mais velho [fruto da sua relação com a atriz Vera Kolodzig], que está no 1º ano numa escola no Restelo. O Oliver [filho da também atriz Jessica Athayde] anda numa creche em Cascais. Sempre que consigo, não prescindo de os ir levar e buscar.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui