Iniciativa Liberal condena vigilância a jornalistas

Iniciativa Liberal condena vigilância a jornalistas
Margarida Davim 13 de janeiro

João Cotrim Figueiredo diz que é preciso apurar “responsabilidades imediatas”. PS, PSD, BE, PCP, CDS e PAN em silêncio.

João Cotrim Figueiredo, deputado único pela Iniciativa Liberal (IL), condena a vigilância feita a jornalistas da SÁBADO, TVI e Visão no âmbito de uma investigação a uma alegada quebra do segredo de Justiça no caso e-Toupeira.

"Jornalistas foram vigiados ilegalmente pela polícia a mando de uma Procuradora do DIAP (fotografados, mensagens vasculhadas, sigilos violados)", escreveu Cotrim Figuiredo no Twitter, numa publicação que questiona a actuação do Ministério Público no caso.

"É isto uma democracia? Onde está a liberdade de imprensa? Exigem-se responsabilidades imediatas e que a Justiça atue", pergunta o deputado numa publicação para a qual o seu gabinete de imprensa remeteu a SÁBADO, depois de uma tentativa de obter uma reacção ao caso.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais