EXCLUSIVO. Rendeiro leva Estado português ao Tribunal dos Direitos do Homem

Processo de extradição do ex-banqueiro preso na África Sul continua por decidir, mas a queixa da defesa já chegou ao TEDH e sustenta que a prisão de Rendeiro só foi alcançada depois de ter sido julgado em duplicado pelos mesmos crimes.

O ex-banqueiro do Banco Privado Português, João Rendeiro, já avançou com uma queixa contra o Estado português por "violação de direitos à dignidade humana", alegando ter sido julgado e condenado mais do que uma vez pelos mesmos factos em julgamentos diferentes.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais