A Era das Hortas Caseiras: como plantar em casa

É uma moda muito natural: a prática de plantar e replantar em casa - onde quer que ela seja - nunca foi tão popular como nestes tempos de confinamento e está a colorir os lares de frutos e vegetais. Falámos com especialistas para saber por onde começar.


uma semente não é um álbum de fotografias, mas para Bruno Simão funciona de forma semelhante. Quando come uma peça de fruta de que gostou particularmente, ou quando traz fruta de algum sítio especial - como as ameixas de casa dos sogros - tenta germinar-lhes as sementes para um dia mais tarde poderem tornar-se árvores de fruto. "É uma forma de preservar uma coleção de frutas que fui comendo e de marcar momentos especiais. Quando a minha filha fez 2 anos plantei uma série de sementes", conta à SÁBADO.

Desde há muito que Bruno planta aromáticas a partir dos pés que lhe dão no mercado ou que apanha no seu terreno - tem para cozinhar e volta e meia oferece um vaso cheio à mãe ou à avó. Há cerca de dois anos quis tentar entrar pelo mundo das frutícolas para ver se tinha paciência. "É claro que podia comprar tudo, por €5 já se compra uma árvore com dois anos no mercado. Mas é diferente sentir que fui eu que dei vida àquele ser", explica o baterista de jazz e rock, que diz sempre ter tido uma grande ligação à natureza.

As hortas em apartamentos são uma tendência que tem levado à publicação de livros, aplicações para smartphone e formas adaptadas de germinar, semear e manter hortícolas e ervas aromáticas. Tornou-se uma moda das redes sociais para millennials, mas não só: a expressão plant dad ou plant mom [papá ou mamã de plantas] nasceu para aqueles que cuidam dos vasos em casa de alguém da família.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais