Costa: "Há problemas estruturais do SNS que têm de ter resposta"

Lusa 15 de junho
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 5 a 11 de outubro
As mais lidas

Ministra vai apresentar um "programa estrutural para resolver um problema que existe no SNS que tem de ser enfrentado e que tem de ser resolvido".

A ministra da Saúde, Marta Temido, vai apresentar um "programa estrutural" para dar resposta a "problemas estruturais" do Serviço Nacional de Saúde (SNS), anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa.

MARIO CRUZ/LUSA
"Hoje às sete da tarde a senhora ministra da Saúde dará uma conferência de imprensa onde apresentará o resultado do trabalho que o Governo desenvolveu tendo em vista responder não só à situação da contingência e aos problemas que estamos a viver nestes dias, mas sobretudo encontrar uma resposta estrutural para os desafios que o SNS tem, designadamente na área hospitalar", declarou António Costa.

O primeiro-ministro e secretário-geral dos socialistas, que falava aos jornalistas na sede do PS, em Lisboa, defendeu que "para além dos problemas de contingência, há problemas estruturais que têm de ter resposta".

"Para além da resposta ao problema conjuntural que estamos a enfrentar, aos planos que todos os anos temos para gerir um período crítico como é o verão, particularmente em regiões intensamente turísticas como é o Algarve, mais do que isso, o que a senhora ministra irá apresentar às sete da tarde é um programa estrutural para resolver um problema que existe no SNS que tem de ser enfrentado e que tem de ser resolvido", acrescentou.

Numa alusão ao encerramento de serviços de urgência de ginecologia e obstetrícia de vários hospitais, o primeiro-ministro afirmou: "Obviamente todos temos consciência da situação grave que estamos a enfrentar, particularmente nestes dias marcados pela acumulação de feriados e de uma conjugação de problemas pessoais de doença designadamente relacionados com a covid que afetaram vários dos nossos médicos".

António Costa referiu que "todos os anos" são definidos planos "para gerir um período crítico como é o verão, particularmente em regiões intensamente turísticas" como é o Algarve".

Interrogado se o Governo irá recorrer ao setor privado, o primeiro-ministro remeteu a resposta para a conferência de imprensa de Marta Temido: "Às sete da tarde a senhora ministra apresentará integralmente esse plano e ficarão respondidas integralmente todas as questões que têm a colocar".

O primeiro-ministro e secretário-geral do PS tinha ao seu lado Lars Klingbeil, copresidente do Partido Social-Democrata alemão (SPD), com quem hoje se reuniu.
Artigos Relacionados