Partido Chega apresentou 2.600 assinaturas inválidas ao Tribunal Constitucional

Partido Chega apresentou 2.600 assinaturas inválidas ao Tribunal Constitucional
Leonor Riso 26 de abril de 2019

Surgiram assinaturas de pessoas que já morreram. Um dos casos foi o de um homem que, se fosse vivo, teria 114 anos.

O Tribunal Constitucional (TC) concluiu que o Chega, de André Ventura, apresentou ao todo 2.600 assinaturas inválidas no processo de criação do partido. O Ministério Público pediu acesso às informações. De acordo com a TSF, os magistrados consideram que podem existir indícios da prática de crimes como contrafação de documentos ou falsificação.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais