O que faz Miguel Tiago numa câmara da CDU?

O que faz Miguel Tiago numa câmara da CDU?
Marco Alves 20 de dezembro de 2021

Meses depois de ter saído do Parlamento, comunista entrou em Sesimbra para uma prestação de serviços de €1.500/mês (líquidos) na sua área de formação: geologia.

"Acho que era óbvio que o meu partido sabia que eu estava livre. Mas se alguém sugeriu o meu nome, não sei. Eu não o fiz." Miguel Tiago diz à SÁBADO, por telefone, que está tranquilo com as prestações de serviço que tem tido desde 2019 com a Câmara Municipal de Sesimbra, uma autarquia nas mãos do seu partido, o PCP (dentro da coligação CDU). Uma relação que começou depois de no verão de 2018 ter abandonado a bancada parlamentar do partido.

O ex-deputado do PCP, que antes de ser político era geólogo, diz que recebeu uma proposta da câmara de Sesimbra para prestação de serviços de assessoria técnica na candidatura da Arrábida a Reserva da Biosfera da UNESCO. "Vi o caderno de encargos, concordei com o vencimento e aceitei."

Como se constata no portal Base, o contrato para a prestação de serviços foi de facto precedido de uma consulta prévia, embora não haja qualquer referência a concorrência, ou seja, quem, além de Miguel Tiago, foi consultado pela câmara para esta prestação de serviços. A Câmara Municipal de Sesimbra, através do gabinete do presidente, não esteve disponível para esclarecimentos sobre este assunto, apesar das várias insistências.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais