Morreu Marta Louro, jornalista do Correio da Manhã e da CMTV que "sonhava ser uma princesa"

Morreu Marta Louro, jornalista do Correio da Manhã e da CMTV que 'sonhava ser uma princesa'
SÁBADO 27 de abril
As mais lidas

Repórter de 27 anos não resistiu aos ferimentos causados por colisão no eixo Norte-Sul, em Lisboa.

A jornalista da CMTV e do Correio da Manhã, Marta Louro, morreu na tarde desta quarta-feira num acidente, em Lisboa, quando se deslocava em reportagem. Marta Louro, de 27 anos, seguia num motociclo no Eixo Norte-Sul quando colidiu com uma viatura entre as saídas das Laranjeiras e Sete Rios daquela via. Marta Louro, que seguia como passageira, não resistiu aos ferimentos e o óbito foi declarado no local. O condutor da moto sofreu ferimentos graves e foi transportado para o hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Marta Louro tinha 27 anos
Marta Louro tinha 27 anos
Antes de se juntar ao Correio da Manhã, Marta Louro estudou Ciências da Comunicação na Universidade Autónoma de Lisboa e é descrita por colegas como "uma das alunas mais aplicadas, esforçadas e dedicadas" do curso. Quando finalizou a licenciatura, iniciou um estágio na secção de Sociedade do jornal, antes de trabalhar na rádio, em Beja. Regressaria a Lisboa para ingressar no Correio da Manhã.

"Uma criança que sonhava ser uma princesa", Marta descrevia-se na rede social Linkedin, como "uma menina que tinha o sonho de ir à lua, uma adolescente que queria ser militar, uma jornalista".

À família, aos amigos e aos colegas de profissão o Correio da Manhã apresenta as mais sentidas condolências.

Em comunicado, a Administração da Cofina (dona da SÁBADO, do Correio da Manhã e da CMTV) refere que é "com profundo pesar que partilhamos a trágica notícia do acidente fatal que a nossa colega Marta Louro sofreu esta tarde". O grupo proprietário do CM destaca a "profissional exemplar, sempre pronta a colaborar" e lembra que "é com saudade que será sempre recordada." "A Administração da Cofina apresenta as mais sentidas condolências à família, bem como a sua solidariedade a todos colegas e amigos neste momento de dor", acrescenta.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais