Miguel Milhão: "Não preciso de Portugal e não preciso da Prozis"

Miguel Milhão: 'Não preciso de Portugal e não preciso da Prozis'
Diogo Barreto 28 de junho

Miguel Milhão esclareceu a sua posição sobre o aborto e assumiu ser "incancelável", acusando ainda os influencers que estão a desistir das parcerias de hipocrisia.

Miguel Milhão, o fundador da Prozis, recorreu ao YouTube para abordar a polémica sobre as suas declarações relativas ao fim do direito constitucional ao aborto nos Estados Unidos da América. Num vídeo em direto, o "brand philosopher king" da empresa disse ser "meio burro" e assumiu-se contra o aborto. Desvalorizou ainda as pessoas com quem a Prozis tinha parcerias e que anunciaram que não a voltariam a renovar, acusando-as de hipocrisia. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais