Mandado de Detenção de Rendeiro travado devido à falta de um "de" no nome

O Sistema de Segurança Interna, entidade competente pela difusão dos Mandados de Detenção Europeus (MDE), informou o tribunal que o mandado para o ex-adminitrador do BPP estava mal preenchido. Tribunal enganou-se no nome do antigo banqueiro e esqueceu-se de preencher um campo do documento.

O Mandado de Detenção Europeu original emitido para o ex-administrador do BPP João Rendeiro não é válido já que foi mal preenchido pelo Tribunal Criminal de Lisboa.

Os erros foram comunicados, esta quarta-feira, pelo Sistema de Segurança Interna, entidade responsável pela difusão dos Mandados de Detenção Europeus, ao tribunal. 

De acordo com um documento emitido pelos Sistemas de Segurança Interna a 1 de outubro, e ao qual a que a SÁBADO teve acesso, "desconformidades com as regras técnicas de preenchimento" impedem a detenção do ex-administrador. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais