Obituário

João Rendeiro (1952-2022): o homem que quis chegar ao sol e caiu em chamas

João Rendeiro (1952-2022): o homem que quis chegar ao sol e caiu em chamas
Bruno Faria Lopes 13 de maio

Sonhou ser da elite antiga que cedo o esnobou em Lisboa: estudou, trabalhou e (quase) conseguiu. Já rico no Portugal dos anos 90, subiu de patamar com o BPP, o banco com que caiu. Morreu enforcado numa cadeia sul-africana, a dias de fazer 70 anos. Os bens com que afirmara o seu estatuto servirão agora para pagar indemnizações.

João Rendeiro, o filho de uma família de classe média que ascendeu à elite da banca portuguesa com o BPP e que caiu com estrondo na sequência da crise mundial de 2008, foi encontrado enforcado na cela da cadeia sul-africana na qual estava preso há meio ano. As circunstâncias da morte serão apuradas, sendo que para já as autoridades sul-africanas se inclinam para a tese do suicídio. O ex-banqueiro português, que estava desde setembro de 2021 em fuga à justiça portuguesa, estava a nove dias de fazer 70 anos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais