Covid-19: Detida mulher que dizia estar infetada e cuspia para clientes numa padaria

Lusa 31 de março de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas

PSP revelou que o proprietário da padaria disse que a situação tem-se repetido há vários dias, condicionando o normal funcionamento do estabelecimento, bem como colocando em perigo a integridade física dos funcionários e clientes.

A PSP deteve esta terça-feira, em Braga, uma mulher de 43 anos por distúrbios no interior de uma padaria, dizendo que estava infetada com o vírus da covid-19 e cuspindo em objetos e em pessoas, chegando mesmo a agredi-las.

PSP xxx
PSP xxx

Em comunicado, a PSP acrescenta que o proprietário da padaria disse que a situação tem-se repetido há vários dias, condicionando o normal funcionamento do estabelecimento, bem como colocando em perigo a integridade física dos funcionários e clientes.

"Segundo ainda informações obtidas no local, a mesma era ainda acusada de dizer aos clientes que estava infetada com o vírus da covid-19 e cuspia em objetos e em pessoas, chegando mesmo a agredi-las", refere ainda o comunicado.

A PSP diz que, com o objetivo de sensibilizar e alertar a mulher para as contingências de segurança atuais, a mesma foi aconselhada regressar à sua residência, mas recusou.

A mulher "continuou a negar dirigir-se a casa, mantendo sempre uma postura irredutível".

Por isso, foi detida e notificada para comparecer no Tribunal Judicial da Comarca de Braga.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais