Adalberto Campos Fernandes, o "bombo da festa" político

Adalberto Campos Fernandes, o 'bombo da festa' político
André Rito 12 de abril de 2018

Há uma greve de médicos a caminho; Centeno acusa a Saúde de má gestão; e não há dinheiro – e Adalberto Campos Fernandes, que dorme pouco e lê o Financial Times, até sabe disso. As agruras, o estilo e a teimosia do ministro mais impopular do governo, esta semana na revista SÁBADO

Adalberto Campos Fernandes não tem praticamente cabelos brancos. O que origina piadas de alguns amigos: como é que consegue, estando sempre debaixo de fogo e nas primeiras páginas dos jornais? Já houve amigos a provocá-lo com a hipótese de haver tinta a explicar o mistério. E ele respondeu que aguenta tudo e sem cabelos brancos. Tem aguentado e não se mostra abatido. Aos 59 anos, o homem que há já alguns estava para ser ministro já o é – e não está a ser nada fácil.

O Ministério vive em modo de crise, com acusações permanentes de nada resolver, de anunciar concursos que se atrasam, de tutelar um serviço nacional de saúde (SNS) onde oposição e sindicatos reclamam por falta de meios, pessoal e dinheiro. O alvo é ele. Nos debates quinzenais, quando Assunção Cristas, do CDS, insiste, um após outro, com situações caricatas como pedidos aos utentes para levar lençóis para hospitais públicos, é António Costa que responde, mas o alvo é de novo, ele. Nas últimas semanas ficou outra vez em cheque, sobretudo no estranho desarranjo público com Mário Centeno, o titular das Finanças. Nas próximas semanas, continuará sob fogo: há pré-aviso de greve dos médicos para Maio. Na semana passada, pareceu conformado quando disse que o ministro da Saúde é uma "válvula de descompressão dos governos, de bombo da festa político". 

A SÁBADO conta-lhe na edição Nº728, esta quinta-feira, dia 12, nas bancas, de onde vem, como trabalha e o que pensa o ministro mais impopular do governo. E que parece ter comprado, se não uma guerra, pelo menos um problema, com Mário Centeno, o todo-poderoso ministro das Finanças.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais