Homicídio de jornalista em Malta: primeiro-ministro vai demitir-se

Homicídio de jornalista em Malta: primeiro-ministro vai demitir-se
Diogo Barreto 29 de novembro de 2019

Joseph Muscat está a ser pressionado para se afastar na sequência da investigação do homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia, há dois anos.

Joseph Muscat, o primeiro-ministro de Malta, deve anunciar em breve a sua demissão, tendo já apresentado a mesma ao seu gabinete, avnaça o jornal Times of Malta. A demissão estará relaciona com as pressões levantadas no seguimento do homicídio da jornalista Daphne Caruana Galizia, conhecida por investigar casos de corrupção que podiam implicar figuras do Governo.

Ainda na manhã desta sexta-feira Muscat disse que não se demitia, mas a meio da tarde terá dito a confidentes que se iria demitir.

O chefe de gabinete do primeiro-ministro de Malta Joseph Muscat foi detido e interrogado pela polícia esta terça-feira, no âmbito da investigação à jornalista Daphne Caruana Galizia.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais