CGD: Parlamento reserva 14 de fevereiro para analisar eventual nova comissão de inquérito

Lusa 30 de janeiro de 2019
As mais lidas

Qualquer iniciativa terá de ser admitida pelo presidente da Assembleia da República e só depois Ferro Rodrigues agendará formalmente a discussão sobre a comissão.

A conferência de líderes reservou o dia 14 de fevereiro para o debate de uma nova comissão parlamentar de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos (CGD), depois de o CDS-PP ter apresentado uma proposta nesse sentido.

Além do CDS-PP, também o BE manifestou, na conferência de líderes desta quarta-feira, intenção de apresentar uma proposta de inquérito e os socialistas disponibilidade para dar contributos.

Segundo o porta-voz da conferência de líderes, o social-democrata Duarte Pacheco, ficou acordado que estes partidos - PSD e PCP não tomaram posição - tentarão chegar a um texto o "mais abrangente possível, para evitar a profusão de iniciativas" sobre o mesmo tema.

A iniciativa, ou iniciativas, terão ainda de ser admitidas pelo presidente da Assembleia da República e só depois Ferro Rodrigues agendará formalmente a discussão sobre a comissão.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais