João Cancelo: o “jogador a sério” que dedica os golos à mãe

Carlos Gonçalo Morais 06 de dezembro de 2022

Tinha 19 anos quando a mãe morreu, num acidente de carro em que ele também seguia com o irmão, e quis deixar o futebol – só não o fez para ajudar financeiramente a família. O lateral-direito sempre foi irreverente e os colegas chamavam-lhe “cigano”.

João Cancelo tinha 13 anos quando o Benfica o foi buscar ao Barreirense. O rapaz que vivia num bairro humilde da Baixa da Banheira não se atemorizou com a mudança e cedo deu nas vistas. Bruno Lage foi o primeiro (nos sub-15) e o mais influente treinador, orientando-o em quatro das sete épocas nos encarnados.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais