Câmara de Setúbal (PCP) ameaça com expropriações em herdade da Arrábida

Câmara de Setúbal (PCP) ameaça com expropriações em herdade da Arrábida
Marco Alves 06 de fevereiro de 2020

Em causa a Herdade da Comenda, que a SÁBADO noticiou ter sido vendida por €16 milhões a uma sociedade anónima com ligações a paraísos fiscais e ações ao portador


É um dos negócios imobiliários do ano (embora tenha sido escriturado ainda em dezembro de 2019) e as suas consequências prometem polémica em Setúbal. A venda da Herdade da Comenda - uma propriedade de quase 600 hectares na linha de praias da Arrábida, onde se inclui um famoso palacete - mudou totalmente o uso público do mesmo pelas populações.

O palacete da Comenda estava ao abandono, e nas suas imediações nasceu há muitos anos um parque de merendas que já está tão "institucionalizado" que a Câmara Municipal de Setúbal (CMS) gastou no ano passado cerca de €136 mil em melhoramentos. Mais informal tem sido o parque de estacionamento que nasceu junto à praia de Albarquel.

Os novos proprietários da Herdade da Comenda mudaram tudo. Começaram por fechar o palacete e iniciaram obras. Cercaram também a herdade com avisos de propriedade privada. Logo a seguir, destruíram o parque de estacionamento - dito de outro modo, foi lavrado por um trator.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais