PR garante que "resistência e resiliência" dos médicos está "na cabeça" de todos

Lusa 25 de novembro
As mais lidas

"Tomáramos nós ser sempre tão resistentes quanto eles foram e são e serão", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta às delcarações de Marta Temido.

O Presidente da República garantiu hoje que "na cabeça de todos os portugueses" e do Governo está a noção de que os profissionais de saúde "são resistentes", destacando a sua "resiliência e resistência" durante a pandemia.

Marcelo Rebelo de Sousa
Marcelo Rebelo de Sousa Lusa
"Na cabeça de todos os portugueses, ministros, secretários de estado, deputados, Presidente da República está que os profissionais de saúde são resistentes. Tomáramos nós ser sempre tão resistentes quanto eles foram e são e serão", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em Braga.

Confrontado com a posição da Ordem dos Médicos que considerou que Marta Temido "perdeu toda a credibilidade" ao ter afirmado, quarta-feira, numa audição na comissão parlamentar de Saúde, que é preciso pensar "nas expectativas e na seleção" dos médicos, o chefe de Estado recusou-se a comentar.

"Nós agora temos uma prioridade no domínio da saúde que é enfrentar a vacinação, acelerando (...) e investir para que o Serviço Nacional de Saúde possa enfrentar a recuperação daquilo que ficou para trás e já começou a ser recuperado em consultas, em cirurgias, em atendimentos que foram sacrificados durante os anos de 2020 e 2021", afirmou.

"Isto é o fundamental. Para isto que é o fundamental temos que estar unidos e eu não perco um minuto com querelas sobre aquilo que não existe", avisou.