Covid-19: Profissionais do setor social e bombeiros começam a ser vacinados dia 22

Lusa 12 de novembro
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 8 a 14 de dezembro
As mais lidas

Na próxima semana, vai iniciar-se a vacinação dos profissionais de saúde e na semana de 22 a 27 de novembro será iniciada a vacinação dos profissionais do setor social e também dos bombeiros envolvidos no transporte de doentes.

A vacinação dos profissionais do setor social e dos bombeiros que transportam os doentes com a terceira dose da vacina contra a covid-19 vai começar no dia 22 de novembro, anunciou esta sexta-feira o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

Bruno Colaço/Correio da Manhã
Antes disso, começam a ser vacinados os profissionais de saúde, a partir da próxima segunda-feira, adiantou António Lacerda Sales numa conferência de imprensa sobre a campanha de vacinação contra a covid-19 e a gripe sazonal.

Na próxima semana, vai iniciar-se a vacinação dos profissionais de saúde e na semana de 22 a 27 de novembro será iniciada a vacinação dos profissionais do setor social e também dos bombeiros envolvidos no transporte de doentes.

"Temos de cuidar ou de continuar a cuidar de quem cuida de nós", sublinhou o governante ao justificar a medida.

O secretário de Estado anunciou ainda que já foram administrados um milhão de vacinas contra a gripe e mais de 400 mil terceiras doses da vacina contra a covid-19.

"Este é um marco assinalável que deixa o Ministério da Saúde e o núcleo de campanha de vacinação satisfeitos, mas continuamos a ter caminho a percorrer no sentido de proteger a população mais vulnerável contra os vírus da gripe e da covid-19 que circulam, nesta época", afirmou na conferência de imprensa, onde estiveram também presentes a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, e o coordenador do núcleo de coordenação do plano de vacinação contra a covid-19, coronel Carlos Penha-Gonçalves.

Advertiu que "a pandemia não acabou", defendendo que é preciso continuar a ter "uma atitude preventiva perante o desafio de novas variantes, o aumento de casos na Europa e também a imprevisibilidade neste processo".

"As duas doses foram essenciais para darmos um passo em frente no regresso à normalidade. Esta terceira dose, bem como a vacinação contra a gripe sazonal, é crucial para evitarmos darmos um passo atrás", salientou Lacerda Sales.

O governante lembrou que os mais de 65 anos não são elegíveis todos ao mesmo tempo, uma vez que têm de passar seis meses entre a toma da segunda e da terceira dose.

"Estamos a fazer todos os esforços para chegar a todos e não deixar ninguém para trás", disse, lembrando que este fim de semana estará a funcionar a modalidade 'casa aberta' para vacinar os maiores de 80 anos.

A lista de centros de vacinação abertos este fim de semana está disponível no 'site' da DGS e deverão funcionar maioritariamente das 09h00 às 17h00.

"Não havendo hora marcada poderá haver alguns constrangimentos e algum tempo de espera", alertou, adiantando que muitas juntas de freguesia estão a organizar transporte para a população que vive em zonas mais isoladas, aconselhando as pessoas a entrar em contacto com as juntas de freguesia.
Artigos Relacionados