Vacina da Pfizer obriga a abstinência sexual de 30 dias?

Vacina da Pfizer obriga a abstinência sexual de 30 dias?
Diogo Camilo 31 de maio

O juiz anti-máscara e anti-confinamento, Rui Fonseca e Castro, refere em vídeo alegadas informações que não estão a ser veiculadas a quem toma a vacina. Diz que a taxa de mortes por covid-19 aumenta ao mesmo ritmo que a vacinação mas, em maio, Portugal vacinou 47 mil pessoas por cada morte que registou.

O juiz anti-máscaras e anti-confinamento, Rui Fonseca e Castro, voltou ao Facebook e, desta vez, deixou suspeitas sobre a vacinação contra a covid-19.

Num vídeo em que fala sobre o "direito do paciente ao consentimento informado", o juiz, suspenso de funções desde março, refere informações que, como alega, não estão a ser veiculadas a quem toma a vacina, como a abstinência sexual durante 30 dias para quem é inoculado com a vacina da Pfizer, ou que a vacina altera a estrutura genética, ou os efeitos adversos da vacina.

O magistrado suspendeu em março o julgamento de um caso urgente de violência doméstica porque o procurador e o funcionário judicial recusaram tirar as máscaras.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais