Relação considera que grupo neonazi de Mário Machado não é racista Exclusivo

Tribunal da Relação indeferiu recurso do MP para colocar Mário Machado em prisão preventiva. Sobre texto da Nova Ordem Social de apelo à "não aceitação de imigrantes de origem africana", instância superior comenta: é "crítica à lei da nacionalidade e não a uma questão rácica ou de inferioridade cultural".

O Tribunal da Relação de Lisboa indeferiu esta terça-feira o recurso do Ministério Público para colocar Mário Machado em prisão preventiva e de ser indiciado pelo crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência. De acordo com o acórdão, a que a SÁBADO teve acesso, a instância superior colocou em questão a ideologia racista e xenófoba do movimento neonazi Nova Ordem Social (NOS), grupo extinto liderado por Mário Machado.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais