Quando um deputado é ameaçado e perseguido

Quando um deputado é ameaçado e perseguido
Sara Capelo 06 de outubro

Eutanásia, touradas e futebol são os temas que levam a mensagens mais inflamadas e até a ameaças de morte. Um pequeno grupo de deputados assume que as recebe nas redes sociais ou no email institucional.

Inês Sousa Real apresentou queixa pelas ameaças de morte que recebeu através das redes sociais. A deputada do PAN explicou à SÁBADO que, se já existiam “comentários injuriosos” sempre que o partido faz declarações sobre tauromaquia, caça ou impostos sobre a indústria petrolífera, tudo piorou quando se tornou porta-voz do partido.

“Frequentemente ouvíamos dizer que o nosso anterior porta-voz era fascista, autoritário. No caso de uma mulher a adjetivação é moral, física.”

Depois disso, o Expresso escreveu que a deputada Cristina Rodrigues foi ameaçada de violação pelo Instagram. Igual mensagem recebeu Joacine Katar Moreira, a quem também já disseram: “Boa notícia era apareceres enforcada no Padrão dos Descobrimentos.” 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais