Pombos continuam a ser praga em Lisboa

Pombos continuam a ser praga em Lisboa
Margarida Davim 10 de junho

Assembleia Municipal de Lisboa chumbou proposta para acabar com a captura e o abate dos pombos na cidade. Só entre 1 de fevereiro de 2020 e 31 de janeiro de 2021, foram capturados 7.420 pombos pelos serviços da Câmara de Lisboa.

O PAN queria que os pombos deixassem de ser considerados uma praga em Lisboa, seguindo o exemplo de outras cidades europeias, onde o controlo da população destes animais se faz através de pombais contracetivos. Mas a maioria chumbou na Assembleia Municipal a proposta para acabar com a captura e o abate destas aves.

A iniciativa do PAN nasceu depois de se saber que só entre 1 de fevereiro de 2020 e 31 de janeiro de 2021, foram capturados 7.420 pombos pelos serviços da Câmara de Lisboa. Na proposta submetida pelo partido de Inês Sousa Real, recorda-se que a explicação oficial é a de que os animais foram capturados "para avaliação do seu estado sanitário". Mas o PAN frisa que, até agora, a autarquia nunca deu "uma resposta sobre o paradeiro dos mesmos".

O PAN acredita, por isso, que os pombos continuam a ser abatidos, apesar de não haver informação sobre os métodos utilizados.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais