Mulher confessa que traficou droga quando estava grávida

Lusa 19 de maio de 2020
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 6 a 12 de maio
As mais lidas

A arguida, que se encontra em prisão preventiva, afirmou ainda que naquela altura "consumia muito", reconhecendo que estava "totalmente descontrolada".

Uma mulher de 44 anos confessou esta terça-feira, no Tribunal de Aveiro, que traficou drogas enquanto estava grávida, para sustentar o vício.

Grávida
Grávida

"Não vendia para ter luxos ou ter dinheiro. Era mesmo só para consumir. Na altura estava grávida e só consumia cocaína", disse a mulher, durante a primeira sessão do julgamento em que responde pelo crime de tráfico de estupefacientes.

A arguida, que se encontra em prisão preventiva, afirmou ainda que naquela altura "consumia muito", reconhecendo que estava "totalmente descontrolada".

O companheiro da mulher, de 43 anos, ajudante de serralheiro, que também está a ser julgado pelo mesmo crime e que se encontra igualmente detido preventivamente, optou por remeter-se ao silêncio.

Um terceiro arguido, de 48 anos, operário fabril, que também está acusado de tráfico de droga, negou o crime.

Este arguido, que está em prisão domiciliária, referiu que se limitou a conduzir a arguida ao Porto para comprar droga, recebendo em troca meia grama de heroína, por viagem, para consumo próprio.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), os três arguidos pelo menos desde setembro de 2018 dedicavam-se à venda a terceiros de droga, nomeadamente cocaína e heroína.

O casal foi detido a 3 de julho de 2019, culminando uma investigação da GNR iniciada em 2018.

Durante uma busca à residência dos suspeitos, em Ílhavo, foram apreendidas 3,8 gramas de cocaína e um grama de heroína, além de 390 euros em dinheiro, uma balança digital, dois telemóveis e dois blocos de apontamentos.

Antes, no dia 19 de setembro de 2018, a arguida e o amigo foram intercetados pela GNR quando regressavam do Porto, aonde tinham ido comprar droga.

Ao aperceberem que estavam a ser seguidos pelas autoridades, os arguidos atiraram pela janela do carro três embrulhos contendo "40 panfletos de heroína e 176 pedras de cocaína".

A dupla tinha ainda na sua posse três pacotes de heroína, 115 euros em dinheiro e telemóveis.

Na mesma altura, na residência do casal, as autoridades encontraram mais droga e 810 euros em dinheiro.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais