Mais uma semana de férias no Natal? "Parece que as escolas é que são o problema"

Mais uma semana de férias no Natal? 'Parece que as escolas é que são o problema'
Ana Bela Ferreira 25 de novembro

Governo pondera dar mais uma semana de férias no Natal para controlar a pandemia. Diretores e pais compreendem se tal vier a acontecer, mas lembram que não foi nas escolas que as regras relaxaram.

O Governo vai decidir esta quinta-feira em conselho de ministros as medidas a tomar para conter o aumento de casos de covid-19. A RTP avançou ontem que em cima da mesa pode estar aumentar as férias de Natal mais uma semana, suprimindo os três dias de pausa do Carnaval. A SÁBADO falou com diretores e pais que, resignados, sublinham que o problema do aumento de infeções não está nas salas de aula.

Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), considera que "o ideal seria que o calendário escolar se mantivesse tal como foi aprovado em julho". Porém, "não sendo possível, pela nossa saúde e para conter os desvarios da sociedade e não da escola, pois claro que a escola terá de cumprir as decisões dos especialistas". Mas o diretor escolar sublinha que essa decisão terá de ser dos especialistas e fundamentada.

E mesmo que essa fundamentação exista, Filinto Lima não deixa de lamentar que sempre que os números se descontrolam seja a escola a pagar. "Quando a cabeça não tem juízo a escola é que paga. A escola vai pagar este adiamento sem ter culpa, nós cumprimos as regras, observamos os procedimentos da DGS."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais