Juíza sobrinha de Ana Gomes colocada no Tribunal Central

Leonor Riso , António José Vilela 17 de janeiro de 2020

Mariana Gomes Machado trabalhará apenas no processo AIMinho, com 126 arguidos, cuja instrução já se arrasta desde o verão do ano passado. O tribunal dos poderosos tem agora cinco juízes em funções.

Mariana Gomes Sousa Machado, juíza e sobrinha da ex-eurodeputada Ana Gomes, foi a solução encontrada pelo Conselho Superior de Magistratura (CSM) para acelerar o megaprocesso da AIMinho. A juíza trabalhará com Conceição Moreno na instrução do caso que conta com  126 arguidos – 79 pessoas singulares e 47 empresas - acusados num esquema de fraude com fundos europeus. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais