Identificados cerca de 3 mil madeirenses que regressaram da Venezuela

Lusa 26 de maio de 2018
As mais lidas

"A esperança é que a situação melhore na Venezuela", vincou presidente do Governo Regional da Madeira.

Instalaram-se na Madeira cerca de 3.000 portugueses vindos da Venezuela, segundo um levantamento feito por diferentes entidades da região, adiantou hoje o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque.

"Temos um levantamento feito ao nível da Madeira, pelos serviços de educação, de apoio de saúde e do emprego também. Temos cerca de 3.000 pessoas que regressaram à Madeira que regressaram da Venezuela", disse à agência Lusa em Londres, durante uma visita à comunidade madeirense na capital britânica.

Tem sido dado apoio "na medida do possível", nomeadamente através dos serviços regionais de saúde e da educação, com jovens a serem integrados na escola e a serem acompanhados ao nível da língua, ajuda com documentação e assistência ao nível do Instituto do Emprego.

"A esperança é que a situação melhore na Venezuela", vincou.

A crise política, económica, social e humanitária causou uma deterioração da vida na Venezuela e, consequentemente, uma migração em massa de venezuelanos, entre os quais muitos emigrantes portugueses.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais