Empresário milionário terá pago para ter orgias com menores de idade

CM 14 de novembro de 2019

Suspeitas indicam que encontros sexuais eram combinados através da aplicação Whatsapp.

O empresário Matthias Schmelz, que fez fortuna com os aspiradores Rainbow, terá sido investigado pela PJ por alegado lenocínio e recurso à prostituição de menores.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais