Dois juízes da Relação do Porto consideram que falta de sexo pode levar a agressões a mulher

Dois juízes da Relação do Porto consideram que falta de sexo pode levar a agressões a mulher
SÁBADO 06 de abril
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 11 a 17 de agosto
As mais lidas

Magistrados analisam violência “à luz do nível cultural dos envolvidos” e dizem que falta de contactos sexuais pode levar a conflitos.

Uma porta perigosa de ser aberta. Considerações e considerações que relativizam a violência doméstica e os abusos sexuais. Foram feitas por dois juízes do Tribunal da Relação do Porto - José Carreto e Paula Guerreiro - que consideram que "os factos elencados retiram gravidade legal" aos crimes em causa. Porque, afinal, dizem, a falta de contactos sexuais pode levar a conflitos entre casais e acusações de infidelidade. Para os magistrados, deve compreender-se o fenómeno das agressões "à luz do nível cultural" dos intervenientes, pois só assim se faz justiça: mesmo quando falamos de uma mulher que foi espancada ao longo de 50 anos de casamento e violada sempre que o marido entendia que deviam manter relações sexuais.

Direitos Reservados
Leia toda a notícia no Correio da Manhã
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais