Benfica lidera campeonato das multas por declarações públicas

Benfica lidera campeonato das multas por declarações públicas
Alexandre R. Malhado 15 de setembro

Infrações de Francisco J. Marques aproximam o FC Porto da liderança. Insultos contra arbitragens e presidentes são as mais punidas pelo Conselho de Disciplina da FPF que, em três anos, cobrou mais de 700 mil euros que entraram nos cofres da Liga de Clubes

Nas últimas três épocas, o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) aplicou mais de 700 mil euros em multas aos clubes e às suas principais figuras. De acordo com as contas feitas pela SÁBADO, o Benfica foi o mais castigado, no valor total de 296.599 euros, seguido pelo FC Porto (€229.767), Sporting (€127.340) e Sp. Braga (€55.733). Todo este dinheiro entrou nos cofres da Liga de Clubes.

A grande maioria dos castigos aplicados ao Benfica nas épocas 2018/2019, 2019/2020 e 2020/2021 foi por infrações da própria SAD. O CD da FPF aplicou mais de 287 mil euros em multas à SAD benfiquista por afirmações em plataformas oficiais do clube, como a BTV, o site oficial ou o portal News Benfica.

No dia 26 de maio de 2020, por exemplo, o Benfica foi punido com uma multa de 30 mil euros por pedir árbitros estrangeiros para os jogos frente ao FC Porto, após os encarnados terem perdido 3-2 frente aos dragões. “Face ao histórico das constantes insinuações, ameaças, coações, pressões e suspeita sobre as equipas de arbitragem”, começa a publicação do dia 9 de fevereiro de 2020, “apelamos à LPFP e à FPF que tomem as medidas adequadas e diligenciem no sentido de nomearem árbitros estrangeiros internacionais para todos os jogos do Benfica e FC Porto até ao final desta época.”

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais