'Ferry' avariado no Báltico retomou o percurso

Lusa 02 de outubro de 2018
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 29 de julho a 4 de agosto
As mais lidas

O 'ferry' da companhia dinamarquesa que hoje ficou imobilizado em pleno mar Báltico, com cerca de 300 pessoas a bordo, retomou o seu percurso após ter sido resolvida uma avaria na casa das máquinas.

O 'ferry' da companhia dinamarquesa que hoje ficou imobilizado em pleno mar Báltico, com cerca de 300 pessoas a bordo, retomou o seu percurso após ter sido resolvida uma avaria na casa das máquinas, anunciaram as autoridades.

Imagem representativa de um dos ferrys da Regina Seaways
Ferry da DFDS
Imagem representativa de um dos ferrys da Regina Seaways
Ferry da DFDS
O Regina Seaways retomou o seu destino original em direção à Lituânia após a tripulação ter conseguido recuperar o principal motor, que chegou a exalar algum fumo, informou o Ministério da Defesa dinamarquês.

O 'ferry', propriedade da companhia de Copenhaga DFDS Seaways, encontrava-se em águas internacionais ao largo de Kaliningrado, o enclave da Rússia no mar Báltico entre a Polónia e a Lituânia, quando o motor deixou de funcionar.

O Regina ficou paralisado cerca de seis horas devido à avaria, e não há registo de feridos.

A embarcação, que também transportava automóveis e camiões, fazia a ligação entre Kiel, na Alemanha, e Klaipeda, o porto da Lituânia situado a norte de Kaliningrado, uma travessia que demora normalmente 20 horas.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais